A Ciência atua do muito pequeno ao muito grande.

A Ciência atua do muito pequeno ao muito grande.

Seja Bem-Vindo

Este blog é de conteúdo totalmente científico e educativo. É constituído por artigos científicos ou relacionados à variados campos do saber (como política, filosofia ou sociologia, entre outros) que têm como objetivo a divulgação do conhecimento.


"O poder da humanidade que criou este imenso campo do saber há de ter forças para levá-lo ao bom caminho". (Bertrand Russel, filósofo e matemático inglês do século XX)



sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

A Descoberta do ácido desoxirribonucleico (DNA)







Em 1869 o químico suíço Johann Friedrich Miescher (1844-1895) identificou uma substância particular - ácido desoxirribonucleico (DNA) - no núcleo dos glóbulos brancos do sangue. A importância dessa descoberta só vai ser percebida depois de mais de 50 anos. Em 1929 nos Estados Unidos da América, o químico russo Phoebus Levene (1869-1940) estabelece que a molécula do DNA é composta por uma série de nucleotídeos, composta por açúcar, um grupo de fosfato e uma dessas quatro bases: timina (T), guanina (G), citosina (C) e adenina (A). Em 1950, também nos Estados Unidos da América, o bioquímico Erwin Chargaff (1905-2002) descobre que as bases são arranjadas em pares e que a composição do DNA é idêntica entre uma mesma espécie, mas difere em espécies diferentes.



Em 1952 dois cientistas americanos, Alfred Hershey (1908-1997) e Martha Chase (1927-2003), conduzem um experimento que prova que a molécula DNA é o meio pelo qual a informação genética é transmitida. Também em 1952, na Inglaterra, os cientistas Maurice Hugh Frederick Winkins e Rosalind Franklin analisam a molécula de DNA usando Raios X. Os resultados de Winkins e Franklin permitem que a forma da molécula de DNA seja determinada pelo cientista inglês Francis Crick (1916-2004) e pelo cientista norte-americano James Watson (1928).


Já em 1965, o bioquímico norte-americano Marshal Nirenberg decifra o código genético pelo qual o DNA controla a produção de proteína dentro das células.

Nenhum comentário:

Postar um comentário