A Ciência atua do muito pequeno ao muito grande.

A Ciência atua do muito pequeno ao muito grande.

Seja Bem-Vindo

Este blog é de conteúdo totalmente científico e educativo. É constituído por artigos científicos ou relacionados à variados campos do saber (como política, filosofia ou sociologia, entre outros) que têm como objetivo a divulgação do conhecimento.


"O poder da humanidade que criou este imenso campo do saber há de ter forças para levá-lo ao bom caminho". (Bertrand Russel, filósofo e matemático inglês do século XX)



quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Charles Darwin e a Teoria da Evolução




Um dos maiores cientistas de todos os tempos foi o grande naturalista inglês Charles Darwin. O grande feito de Darwin foi dar as bases da Teoria da Evolução, que explica da maneira mais satisfatória a existência de todos os seres vivos no planeta Terra. Darwin nasceu em 12 de Fevereiro de 1809 na cidade de Shrewsbury. Com apenas 16 anos de idade, entrou na Universidade de Edimburgo, para estudar Medicina. Apesar de seu pai e seu avô serem médicos, ele abandonou os estudos após dois anos e, por pressão da família, iniciou o curso de Teologia. Porém, sua vocação era outra. Gostava mesmo era de coletar material zoológico. Se fez amigo de grandes cientistas e assim, com apenas 22 anos de idade, foi convidado a participar, como naturalista, da expedição do navio S.S. Beagle, que deu a volta ao mundo realizando pesquisas no litoral da América do Sul e nas Ilhas do Pacífico. Em todos os lugares visitados, Darwin coletava plantas, animais, pedaços de rocha e fósseis. De cada porto mandava esse material para a Inglaterra. De volta a expedição, separou e classificou as 235 toneladas de material que havia coletado e se pôs a estudá-lo a fundo. Além do livro Narrativa da Viagem, publicou, entre outras obras, Diário e Observações (1839), Recifes de Coral (1842), Geologia da América do Sul (1846) e A Expressão das Emoções no Homem e nos Animais (1872). Entretanto, foi o livro A Origem das Espécies (1859) que celebrizou o autor. Nesta obra ele desenvolveu a teoria evolucionista, segundo a qual as espécies derivam umas das outras por seleção natural. Assim, o homem moderno e os macacos têm um antepassado em comum. Essas ideias foram fortemente criticadas por aqueles que não aceitavam uma explicação diferente da que a Bíblia dava para a criação do mundo (Criacionismo).



Apesar das controvérsias, as ideias de Darwin impuseram-se ainda no século XIX e serviram de base para os modernos estudos de evolução genética. Darwin faleceu em 19 de Abril de 1882, ao que se sabe de doença de chagas, por ser picado por um inseto na América do Sul.



A Teoria Evolucionista afirma que:



As populações naturais de todas as espécies tendem a crescer rapidamente, pois o potencial reprodutivo dos seres vivos é muito grande. Apesar de apresentar enorme potencial de crescimento, as populações naturais mantêm tamanho relativamente constante em longo tempo. O crescimento das populações é limitado pelo ambiente (disponibilidade de alimento e locais de procriação, presença de inimigos naturais, parasitas, etc.). Conclui-se, então, que em cada geração, morre grande número de indivíduos, muitos deles sem deixar descendentes. Os indivíduos de uma população diferem quanto a diversas características, inclusive aquelas que influem na capacidade de explorar, com sucesso, os recursos naturais, e na de deixar descendentes. Conclui-se que os indivíduos que sobrevivem e reproduzem-se a cada geração são, preferencialmente, os que apresentam características que permitem maior adaptação às condições ambientais. Essa conclusão resume o conceito darwinista de seleção natural (ou sobrevivência dos mais aptos).


Grande parte das características apresentadas por uma geração é herdada dos pais. Conclui-se que, uma vez que, a cada geração, sobrevivem os mais aptos, é natural que os descendentes herdam as características relacionadas à aptidão para a sobrevivência, ou seja, para a adaptação. Em outras palavras, a seleção natural favorece, ao longo das gerações sucessivas, a permanência e o aprimoramento de características mais adaptativas.

Um comentário:

  1. quais as principais descobertas e contribuiçoes para a moderna teoria da evoluçao?

    ResponderExcluir