A Ciência atua do muito pequeno ao muito grande.

A Ciência atua do muito pequeno ao muito grande.

Seja Bem-Vindo

Este blog é de conteúdo totalmente científico e educativo. É constituído por artigos científicos ou relacionados à variados campos do saber (como política, filosofia ou sociologia, entre outros) que têm como objetivo a divulgação do conhecimento.


"O poder da humanidade que criou este imenso campo do saber há de ter forças para levá-lo ao bom caminho". (Bertrand Russel, filósofo e matemático inglês do século XX)



sexta-feira, 23 de abril de 2010

Citoesqueletos e Centríolos




As células eucarióticas (células que possuem núcleo definido envolvido por um envoltório celular) possuem, na camada citoplasmática, uma rede de tubos e fios protéicos finíssimos, entrelaçadas e interligados de modo a dar sustentação esquelética á célula. Tal rede podemos classificar como citoesqueleto. Os componentes fundamentais do citoesqueleto são os microtúbulos, formados por moléculas de uma proteína chamada tubulina. Um microtúbulo mede cerca de 28 nanometros de diâmetro externo e 14 nanometros de diâmetro interno; seu comprimento pode atingir alguns micrometros. Em células que não estão dividindo-se, os microtúbulos convergem para um ponto próximo ao núcleo, denominado genericamente como centro celular. Durante as divisões celulares, os microtúbulos se organizam entre os dois pólos da célula, constituindo o fuso ou aparelho mitótico, responsável pela separação dos cromossomos.

Além de sustentar a célula, o citoesqueleto é responsável pela organização interna e pelos movimentos celulares. A formação dos pseudópodos, por exemplo, ocorre devido ao alongamento e encurtamento das fibras do citoesqueleto. Certos filamentos do citoesqueleto são os responsáveis pela contínua movimentação do líquido citoplasmático, a ciclose, que permite a circulação de substâncias na célula.

Centríolos são estruturas citoplasmáticas presentes nas células da maioria dos organismos eucarióticos, com exceção das plantas angiospermas (frutíferas). Um centríolo é uma cilindro que mede cerca de 150 nanometros de diâmetro por 300 a 500 nanometros de comprimento. As paredes desse cilindro são formadas por nove conjuntos de três microtúbulos. Existe um par de centríolos por célula, a eles geralmente dispõem-se bem próximos um ao outro, em oposição perpendicular característica. O par de centríolos localiza-se perto do núcleo, no centro celular, para onde convergem os microtúbulos do citoesqueleto. Os centríolos desempenham um importantíssimo papel na reprodução celular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário